ABV
ADVOGADOS

A INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL NO MUNDO JURÍDICO ATUAL

Atualmente, as discussões sobre a inteligência artificial no mundo jurídico e os benefícios advindos do uso desta tecnologia são temas que ganham bastante força entre os profissionais do direito, desmitificando a ideia de que estes são os mais avessos às inovações tecnológicas, os chamados tecnofóbicos.

Sabe-se que a inteligência artificial é toda e qualquer atividade inteligente que pode vir a ser realizada por máquinas, reproduzindo, além de outras funcionalidades, certas operações da mente humana. Trata-se de uma série de algoritmos matemáticos ou estatísticos que permitem às máquinas desenvolver raciocínios aproximados ao humano.

A expressão inteligência artificial vem do termo em inglês “artificial intelligence”, ou somente “AI”. Não se restringe a um processo de automação. Ao contrário, a inteligência artificial vai além de tarefas repetitivas feitas por programas ou softwares e analisa, avalia, indica, ou seja, realiza mapeamentos, de modo a facilitar o dia a dia de advogados, juízes, empresas de auditoria e demais profissionais da área jurídica.

Não se pode olvidar que, além de facilitar a rotina dos profissionais do direito, evitando a perda de tempo com atividades eminentemente operacionais, a inteligência artificial, quando utilizada para desempenhar tais papeis, visa o aumento na produtividade.

A tendência é que mais escritórios de advocacia e empresas utilizem dessa ferramenta para fomentar os negócios e reduzir custos, já que possibilita ao Advogado focar em estratégias jurídicas, tornando o trabalho menos repetitivo e mais produtivo.

A possibilidade de utilização da inteligência artificial para a análise e revisão de documentos, previsão de resultados, dentre outras, não vai apenas sistematizar as informações e auxiliar na organização da rotina do advogado, mas também trará aplicabilidade na gestão de processos, a fim de torná-la mais eficiente.

A inteligência artificial vem para somar, incrementar, e não como muitos pensam: para substituir o trabalho do Advogado. Nesse contexto, o uso da inteligência artificial tem como objetivo proporcionar conforto com a otimização dos processos, sem preterir ou colocar de lado o profissional do direito que, a partir desta tecnologia, poderá trabalhar determinado em busca de resultados positivos.

Uma coisa é certa: a inteligência artificial é uma realidade que chegou para ficar!

 

Simone Rocha Gonçalves Amorim
Advogada